Amazônia e o seu dia sem ter o que comemorar



7,5 milhões de quilômetros quadrado, 3.500 espécies vegetais catalogadas e a maior floresta tropical do mundo, isso é a Amazônia. No Brasil, ela significa 42% do território nacional, é também uma região rica em recursos naturais com potencial gigantesco de ser a solução da economia brasileira. Mesmo assim sempre está no fim da fila para receber investimentos para pesquisas cientificas, tecnológicas e ter realmente um desenvolvimento social e sustentável. A Amazônia na verdade nunca foi prioridade pelos os governantes deste País.

No último dia 5 (feriado apenas no Acre e no Amazonas) foi comemorado o dia da Amazônia. Comemorar o que? As queimadas, o desmatamento?, O tráfico de animais?, O desrespeito aos amazônidas que sofrem com a situação fundiária, o alastre da pecuária e as opressões dos governos? E isso é só parte do problema.

Os governos vivem para tomar medidas mediatistas e de repressão, se o desmatamento aumenta, aumenta a repressão. Como se isso fosse a única forma para combater a destruição das florestas. Precisamos é de políticas realmente sustentáveis voltada para os povos amazônicos , é não uma visão radicalista ambiental que acredita quer para salvar a Amazônia precisa colocar uma cerca e não deixar ninguém entrar ou da farsa do desenvolvimento sustentável que atualmente serve só para ganhar mercado.

Daqui a uns anos, se nada mudar, a Amazônia vai ter o mesmo final da Mata Atlântica. A diferença vai ser que as pessoas daquela época não tiveram oportunidade de mudar o destino da Mata Atlântica, agora nos estamos tendo.








0 comentários:

Postar um comentário

mais buscados

leia em outros idiomas




Seguidores

Comentários recentes

Participe

vc online