Borra de café nova aposta de biodiesel

créditos da foto: www.inova.unicamp.br

A borra do café usada para adivinhar o futuro (cultura árabe) e em pesquisas no combate ao mosquito da dengue, tinta de impressora, para crescimento de plantas e no tratamento de calvície, agora é mais uma das novidades do pesquisadores para usar como biocombustível. A pesquisa da Universidade de Nevada (EUA) diz que o cheiro da borra é agradável. Segundo os cientistas o óleo da borra de café tem qualidade comparável à dos melhores produtos disponíveis no mercado.


A borra contém de 11% a 20% de óleo, que poderia ser convertido em biodiesel e alimentar carros e caminhões. Portanto, o potencial de energia contido no pó de café do filtro de papel da sua cafeteira (que vai parar no lixo) é tão bom quanto o da soja e da palmeira, ambas com 20% de óleo,mas em relação a duas matérias primas, o café leva vantagem por que é rico em oxidantes, recursos necessários para a estabilidade do combustível.

Os cientistas utilizaram como material de pesquisa os grãos e borras descartados de uma grande rede de cafeterias americana. Segundo eles, a produção mundial de café gira em torno de 7,2 milhões de toneladas anuais, o que poderia render tranquilamente 340 milhões de galões de biodiesel. Dizem mais: países produtores do grão, como o Brasil, poderiam ganhar muito dinheiro com o combustível oriundo do café. (com informações Info online e Agência Senado)

0 comentários:

Postar um comentário

mais buscados

leia em outros idiomas




Seguidores

Comentários recentes

Participe

vc online