Desmatamento diminui 38%, registra Imazon



Segundo os dados do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), do Instituto Homem e Meio Ambiente (Imazon), em janeiro de 2009 houve 51 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia Legal. Isso representa uma queda de 38% em relação ao mês de janeiro de 2008 quando o desmatamento somou 82 km².

Desta vez, o Estado campeão em devastação foi o Mato Grosso, responsável por 85% dos 51 km² desmatados. O segundo da lista foi o Pará, com 8%, seguido por Rondônia (2%) e Acre (1%).

De acordo com o Imazon, os dados de desmatamento de janeiro de 2009 podem estar subestimados, pois nesse mês houve grande cobertura de nuvens na região amazônica, correspondendo a 67% do território total. A região não-mapeada está em grande parte nos Estados do Pará, Amapá, Acre, Amazonas, Roraima e Rondônia.

Do ponto de vista fundiário, a maioria (79%) do desmatamento ocorreu em áreas privadas ou em diversos estágios de posse. O restante do desmatamento ocorreu em Assentamentos de Reforma Agrária (8%), Unidades de Conservação (5%) e em Terras Indígenas (7%)

O instituto também afirma que o desflorestamento detectado em janeiro pode ter ocorrido nos dois meses anteriores. "De fato, mais de dois terços do desmatamento detectado em janeiro de 2009 estavam em áreas não-mapeadas em novembro e dezembro de 2008", diz o Boletim Transparência Florestal, que divulga os dados.

Seis meses Ao todo, 687 km² de floresta amazônica foram devastados nos seus primeiros meses do calendário atual de desmatamento, que vai de agosto de 2008 a janeiro de 2009. Em relação ao desmatamento ocorrido no mesmo período do ano anterior (3.515 quilômetros quadrados), houve uma redução de 80%.
(Envolverde/Amazônia.org.br)

0 comentários:

Postar um comentário

mais buscados

leia em outros idiomas




Seguidores

Comentários recentes

Participe

vc online